5 histórias que se passam em bibliotecas

5 histórias que se passam em bibliotecas

23/10/2018 0 Por admin

Que bom leitor não é apaixonado por bibliotecas? Então, nada mais justo do que trazer algumas histórias que se passam nesses locais divinos, para comemorar a Semana Nacional do Livro e da Biblioteca. A data oficial é de 23 a 29 de outubro, e foi instituída em 1980, numa ação de incentivo à leitura. Será que você já leu algum deles ou já ouviu falar?

1 – O Nome da Rosa – Umberto Eco

Ambientado na Idade Média dentro de um mosteiro, o livro traz como protagonistas o frei Guilherme de Baskerville e seu pupilo Adso de Melk, que se veem investigando uma série de assassinatos cometidos no mosteiro. Parte do trabalho dos monges é fazer traduções e cópias de obras. No entanto, alguns desses trabalhos são obras subversivas a que poucos (ou ninguém) devem ter acesso, e por isso várias delas ficam encerradas numa parte secreta da biblioteca. Baskerville (interpretado por Sean Connery no filme de 1986) insiste que o mistério todo dos crimes está nessa biblioteca, a qual ele tenta explorar com seu ajudante desajeitado.

via GIPHY

 

2 – Um corpo na biblioteca – Agatha Christie

Não poderia faltar um da rainha do crime nessa lista! Numa manhã, uma jovem desconhecida é encontrada morta na biblioteca da casa da família Bantry. A biblioteca em si não tem tanta relevância, apesar de ser a cena do primeiro crime do livro. Sim, porque há mais um crime cometido nessa história, e quem deve descobrir o criminoso que está por trás deles é a simpática Miss Marple, uma velhinha observadora que é uma “detetive” maravilhosa!

3 – A menina que roubava livros – Markus Zusak

Sim, sabemos que roubar livros (ou pegar emprestado e não devolver, que é a mesma coisa!) é muito feio e imperdoável. Mas esse livro é maravilhoso. Liesel é uma garota de família pobre que vive na Alemanha, em plena II Guerra Mundial – ela foi adotada por outra família também pobre após a morte de seu irmão. Essa história não se passa exatamente em uma biblioteca, mas o interesse de Liesel pela leitura vai crescendo, ajudada pelo pai adotivo Hans, que a ensina a ler. Quando ela busca roupa suja na casa do prefeito para a mãe adotiva lavar, ou quando devolve a roupa limpa, ela passa tempo na biblioteca do casarão, e a mulher a convida para ir até a casa só para ler. E é esse espaço que ela vai invadir algumas vezes.

4 – A biblioteca mágica de Bibbi Bokken – Jostein Gaarder e Klaus Hagerup

Do mesmo autor de O Mundo de Sofia e O Dia do Curinga, esse livro gira em torno do mistério de Bibbi Bokken. Berit e Nils são primos que moram em cidades diferentes e decidem se corresponder por um diário de cartas: cada um registra uma carta e envia o diário pelo correio, para que o outro possa escrever, e assim sucessivamente. Quem deu o diário a eles de presente foi uma desconhecida numa livraria, a qual eles já tinham visto num acampamento de férias.

Depois os dois adolescentes descobrem que essa mulher é Bibbi Bokken, e eles começam a investigá-la. Berit furta uma correspondência de Bibbi, na qual ela fala de um sebo na Itália que possui livros raros, além de uma sessão de livros que não foram escritos, entre os quais está A biblioteca mágica de Bibbi Bokken. O livro é também uma aula sobre o surgimento da Biblioteconomia.

Biblioteca de Praga (fonte: Pixabay)

 

5 – Série Cemitério dos Livros Esquecidos – Carlos Ruiz Zafón

Composta por 4 livros, a série gira em torno do mistério do Cemitério dos Livros Esquecidos, uma biblioteca secreta no meio de Barcelona, que funciona como depósito de livros abandonados e que esperam ser encontrados por alguém. A Sombra do Vento, O Jogo do Anjo, O Prisioneiro do Céu e O Labirinto dos Espíritos são os títulos que compõem a tetralogia.

A história começa em 1945, quando o protagonista Daniel Sampere está com 11 anos. Após a morte de sua mãe, o pai o leva ao Cemitério dos Livros Esquecidos, onde ele encontra uma obra que deve ser o último exemplar daquele autor, pois alguém está queimando todos os seus livros. Segundo Zafón, os quatro volumes são portas de entrada, e podem ser lidos em qualquer ordem.

BÔNUS

Entre as bibliotecas famosas, impossível não lembrar de Harry Potter! Afinal, que bom potterhead nunca ficou fascinado pela biblioteca de Hogwarts e nunca sonhou que algo do tipo realmente existisse? Pelo menos uma partezinha dela foi publicada pela J K Rowling: Animais Fantásticos e onde habitam, que é basicamente um livro escolas com descrição de espécies catalogadas pelo “autor” Newt Scamander, Quadribol através dos séculos, que é um livro de história e táticas de jogo,  e o fofíssimo Os Contos de Beedle, o bardo, que é um livrinho para crianças, com um conto mais lindo que o outro – o livro que Hermione herdou de Dumbledore e que foi a chave para encontrar as relíquias da morte!

Gostou dessas histórias que se passam em bibliotecas? Tem mais alguma para citar que deve entrar numa próxima lista? Comente aí!

Coleção Biblioteca de Hogwarts. Foto: Jéssica Trombini/ Literatismos

Gostou? Comapartilhe 🙂
Share on Facebook
Facebook
2Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Pin on Pinterest
Pinterest
0Email this to someone
email