Peça gratuita de alunos da UDESC movimenta o TAC nesta sexta

Peça gratuita de alunos da UDESC movimenta o TAC nesta sexta

13/09/2018 1 Por admin

Com espetáculo gratuito no Teatro álvaro de Carvalho, no centro de Florianópolis, alunos da de Artes Cênicas da UDESC apresentam O Coro dos Maus Alunos, inspirado no texto do dramaturgo português Tiago Rodrigues e que tem como enfoque o ambiente escolar. A direção é das professoras Barbara Biscaro e Heloise Vidor. A apresentação será na sexta-feira, 14 de setembro, com início às 20h e os ingressos podem ser retirados uma hora antes. A atividade faz parte da Semana Integrada da UDESC Ceart.

A encenação reflete as relações de hierarquia, tensões inerentes ao ambiente educacional que envolve estudantes, pais, professores, diretores e sociedade. Entre as questões do ambiente escolar trabalhadas na peça estão: sexualidade, uso de arma de fogo (violência), música (funk, pop), cultura adolescente, relatos reais dos atores (como foi a vivência na escola), opressão pela direção, autoestima, tecnologia, relação familiar.

maus alunos 03

A peça conta a história de um professor de filosofia que chega à escola depois de 7 anos afastado da sala de aula. Muitas dúvidas e histórias acerca desse professor “estranho” surgem. O docente transforma a vida desses alunos por meio de um “ensinar diferente”. “Por isso, e por estar fora dos padrões da escola, diretores e pais começam a questionar a forma de ensinar do professor e abrem um inquérito para possivelmente expulsá-lo. Os alunos dessa turma se mobilizam, porém, não são ouvidos. Eis que acontece um tiro durante a sessão de inquérito”, conta o aluno Joel Hallow, que participa da encenação.

O texto foi escolhido pela diretora Heloise Vidor, que teve contato com o texto do dramaturgo português durante um seminário de educação na Europa, e achou que as situações eram bastante atuais e condizentes com a realidade brasileira. “O texto é de 2008, porém dialoga muito com o tempo presente por falar de educação num momento em que a tecnologia está tão evidente e as relações entre professores, alunos, diretores e família estão, digamos, um pouco deturpadas”.

 

Gostou? Comapartilhe 🙂
Share on Facebook
Facebook
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Pin on Pinterest
Pinterest
0Email this to someone
email