Resenha: Ode de Sangue

Resenha: Ode de Sangue

19/09/2016 2 Por admin

Madalena é uma vampira de 400 anos que vive em um monastério. A gente poderia pensar que os objetos sagrados manteriam um vampiro longe de um ambiente assim, mas o perigo à vida dela não reside nos objetos, e sim na fé daqueles que os usam. Além disso, Madalena busca a salvação. Ela sente culpa por ter dentro de si uma besta que tira vidas humanas e se alimenta de sangue para sobreviver.

Narrado em primeira pessoa, o conto Ode de Sangue – memórias vampirescas, da escritora Nana Garces, mostra o conflito interno da irmã Madalena. Como bem diz um dos personagens, ela é humana demais para uma vampira. Madalena sente, sofre e até chora. Em certo momento, ela conta de onde veio seu nome, inspirado em Maria Madalena, o que achei uma sacada genial, porque combina com a personalidade dela:

“Madalena foi uma mulher de duas vidas. Ela foi atrás do que acreditava, buscando redenção.”

Ao contar sua história e as mazelas por trás da vida religiosa de um monastério, ela muitas vezes se emociona com o próprio relato e passa essa mesma impressão ao leitor. Eu senti pena, raiva, em alguns momentos me arrepiei e em outros me emocionei. A narrativa é densa e rica em detalhes, porque Madalena é uma boa contadora de histórias.

quote-ode-de-sangue-1Algumas vezes seu interlocutor interrompe o relato, voltando ao momento presente com alguma pergunta, e eu até havia esquecido que ela estava em outra cena e narrando para outra pessoa o que havia ocorrido 400 anos antes. As mudanças de foco narrativo são muito bem construídas. Em alguns momentos me lembrei de Entrevista com o Vampiro, quando Daniel  (Christian Slater) faz intervenções à narrativa de Louis (Brad Pitt).

Percebi que Madalena não é uma vampira convencional. Estamos acostumados à sensualidade, ao mistério, aos banhos de sangue e à violência nas histórias de vampiros. Madalena é uma vampira de classe. Ela é amante de música e literatura e quer continuar convivendo com a raça humana, sem lhe fazer mal, e algumas vezes buscando justiça.

Ode de Sangue é um e-book e foi publicado pela Essência Literária. Ele está disponível na Amazon, neste link.

Nota: 10, a história me prendeu!

Ficha
Título: Ode de Sangue – memórias vampirescas –
Nana Garces
Editora: Essência Literária
Ano: 2016
63 páginas

Obs importante: Esse foi meu primeiro contato com histórias de vampiros na literatura. Até esse momento, confesso que nunca havia lido nada, apenas vi filmes (como o que citei acima), mas depois dessa leitura me deu vontade de ler Anne Rice e Bram Stocker!

Gostou? Comapartilhe 🙂
Share on Facebook
Facebook
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Pin on Pinterest
Pinterest
0Email this to someone
email